top of page

Por que eu entrei para o time da É Circular ?

Oi leitor(a) !


Esse é meu primeiro texto por aqui, então que tal eu começar me apresentando?

Me chamo Riellen, tenho 23 anos, sou gaúcha nascida em Porto Alegre, morei grande parte da minha vida no interior de São Paulo e atualmente moro em Nilópolis, baixada do Rio de Janeiro.

Não escolhi profissões fáceis, confesso (sou cientista ambiental com ascendente em facilitação de conversas). Por conta disso, fiquei alguns anos a procura de espaços e pessoas com quem eu pudesse trabalhar de forma a contribuir com a construção de mudanças necessárias, só que sendo remunerada por isso (os convites para universitários trabalharem de graça, esses são infindáveis, amigos, e eu aceitei muitos).




(Ah, eu sou muito fã de Paulo Freire!! Mas quem não é..?)



Sempre fez sentido para mim que na casa do trabalho das pessoas, os trabalhadores que nela moram e todos os seus convidados (os clientes, parceiros e sociedade em geral) pudessem se sentir bem. Como em qualquer relação. Na É Circular vislumbrei um potencial enorme de vir a ser dessa casa, e também oportunidade para construí-la enquanto algo vivo e coletivo.


Para mim, trabalhar, estudar e investir em negócios de impacto hoje faz sentido porque no mundo do capitalismo, dinheiro é acesso. Se compreendo isso, compreendo que dinheiro acessa tanto problemas quanto soluções. Quando manipulo algum dinheiro e tenho consciência e opiniões a respeito de quais são os problemas e as soluções para as questões socioambientais atuais, preciso me apropriar da parcela de responsabilidade que me cabe na efetivação desses problemas e soluções. Não posso, enquanto cientista ambiental que recebeu formação universitária com o dinheiro público, entregar o que ganho nas mesmas mãos que destroem a natureza, criam e aprofundam problemas sociais e ambientais. O recolhimento de impostos pelo governo não é feito (ou pelo menos não deveria ser feito) sob a premissa de destruição, mas de transformação, melhoria. Nesse sentido, seria um crime contra a sociedade trabalhadora e pagadora de impostos destruir sua educação, sua saúde, seus trabalhos e o mundo em que se vive e busca-se ser feliz.


Por isso, te convido a também buscar coerência e investir em soluções. Por mais que o sistema em que vivemos tente nos empurrar para as incoerências, alternativas sempre surgirão. E a É Circular está aqui para te ajudar a apoiar muitas delas.




bottom of page